quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Contradição

Sinto uma puta faca rasgando as minhas costas e deixando sangrar toda a minha vergonha, e você ri, querendo chorar, me crucifica, querendo me salvar, é tão contraditório quanto eu. Me esquarteja, depois junta os meus pedaços e cola tudo com super bonder. Me abrace, vou aproveitar sua distração e lhe apunhalar. Nós não sabemos o que queremos e não nos contentamos em apenas ferir.


Isso é amor ?